quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Desafio de fazer a Ponte

Cada vez mais a experiência da Escola da Ponte se populariza e, embora tenhamos noção do que consiste sua metodologia, nem sempre a experiência pode ser reproduzida em outros contextos. Lembro-me de uma passagem sobre a escola de SummerHill que falava da reprodução da "escola modelo". Havia uma escola na Suécia - se não me engano - e no pátio eram dispostos ganchos para pedurar casacos pesados de frio, botas para neve e até esqui. Após um período de sucesso e reconhecimento da Escola como "modelo", copiaram para um pais tropical até seu projeto arquitetônico, incluindo o porta esqui...
Talvez, o grande desafio, não seria a tentativa de reproduzir o modelo da Escola da Ponte, sua metodologia e seus procedimentos, mas sim vizar a mesmas condições que precederam sua criação. Lembrando ainda, claro, na manutenção dessas condições.
Hoje a Escola da Ponte conta com uma assembleia de estudantes, associação de pais, uma comunidade organizada e outras tantas ações e programas que culturalmente mantém seu funcionamento.
Vejamos uma experiencia, promovida pelo programa Fantástico, no Brasil, que permitiu a interação cultural de professores com o contexto da Escola da Ponte:

Nenhum comentário:

Postar um comentário